Archive for junho 15th, 2011

junho 15, 2011

As ruínas de um sindicato… memórias de uma categoria

“Tenho ouvido muitas criticas à atuação do nosso sindicato, na pessoa do seu presidente e vice-presidente, por suas condutas omissivas, letárgicas e desestruturantes. Nós escolhemos nossas amizades e os nossos dirigentes têm a liberdade de assim o fazer. Não obstante, o que não pode acontecer é não saber delimitar os espaços, o que necessariamente não resultariaem rompimento. Conversei pessoalmente com o presidente por duas vezes e expus o desconforto da categoria, que esperava uma atitude mais efetiva, mais participativa na busca dos nossos direitos. Engana-se quem pensa que queremos um movimento paredista de supetão. Hoje, já não tenho como contestar o que fora previsto e proclamado pela oposição quando do último pleito eleitoral da nossa instituição […] Cada um tem de entender suas atribuições, negá-las é atirar no próprio pé […] Por definição, pelego é tido como o líder sindical de confiança do governo que garanti o atrelamento da entidade ao Estado. A palavra, que antigamente designava a pele ou o pano que amaciava o contato entre o cavaleiro e a sela, virou sinônimo de traidor dos trabalhadores e aliado do governo e patrões. Logo, quando chamada de pelego, significava que a pessoa era subserviente/servil/dominada por outra, ou seja, capacho, puxa-saco, bajulador. Mas como se pode rotular esse trabalhador que se estremece, que aceita tudo o que o governo quer, sem questionar? Pelego é trabalhador que se deixa montar pelo governo; é o que não consegui reagir frente à humilhação da categoria; é quem não luta por seus direitos, por medo das conseqüências; é o pusilânime que se esconde atrás de desculpas esfarrapadas para justificar a própria covardia; o que não tem coragem de lutar; o que se esconde atrás dos que lutam, aproveitando da peleja alheia como um parasita. Pelego não sabe o significado da palavra solidariedade, é egoísta que não consegue ver nada além de suas próprias e momentâneas necessidades; é aquele que terminada uma assembléia não consegue olhar nos olhos dos seus companheiros, porque se sente uma sub-pessoa, uma não gente, pois lhe falta uma parte essencial a todo ser humano que se preze: o brio, a coragem, o amor próprio, a nobreza de caráter, enfim. Recentemente encontrei amigos do Ministério Público e da Magistratura e me perguntaram o que estava acontecendo com o nosso sindicato. Eu apenas respondi: Um pequeno desvio de rumo. O GPS não está bem conectado com o satélite. Não quero destas ilações acreditar que a presidência da minha entidade seja pelega. Eu quero apenas dignidade, o restabelecimento do crédito construído com muita luta e coragem da nossa categoria”  […]  Leia o novo artigo de Amadeu Robson C. Cordeiro

junho 15, 2011

Sinafresp lança Blog próprio

Sinafresp adere a mais uma ferramenta eletrônica

Com a proposta de possibilitar a participação e a interação com os seus filiados ao oferecer mais uma ferramenta de comunicação e relacionamento. “O blog pretende ser um veículo de comunicação ágil e interativo com e entre os AFRs” Para acessar clique aqui

Tags:
junho 15, 2011

Minas altera valor das diárias de viagem e alimentação

14 jun 2011

Diárias são fixadas em R$ 150,00, R$ 210,00 e R$ 273,00, de acordo com município de origem

Veja no quadro um comparativo das diárias para o AFRE fixadas pelo decreto anterior e as que passam a vigorar com o novo decreto. No caso das diárias parciais (meia diária) prevalecem as disposições do artigo 18 do Decreto 45.618/2011: “Art. 18. Serão concedidas diárias parciais nas porcentagens indicadas, aplicadas sobre os valores constantes nos Anexos I e II, nas seguintes situações: I – cinquenta por cento, para cada período de afastamento igual ou superior a doze horas e até vinte e quatro horas: a) em que houver alimentação ou pousada gratuita incluídas em evento para o qual o servidor esteja inscrito, ou em cidade na qual estiver em serviço; b) em que não houver comprovação de despesas com hospedagem; e II – trinta e cinco por cento, quando o período de afastamento for igual ou superior a seis horas e inferior a doze horas.”

A publicação do Decreto 45.618/2011 não encerra a questão das diárias. Embora reconheça que houve avanços em relação ao decreto anterior, a diretoria do SINDIFISCO-MG ressalta que há, ainda, problemas a serem resolvidos, como a questão da preservação da privacidade, entre outros.

Sindifisco/MG

junho 15, 2011

Tarso tenta vencer resistência dos Gaúchos a pacote da previdência

13 jun 2011

Deputados aliados e sindicatos de servidores não aceitam projetos envolvendo funcionalismo

Durante a ausência do governador, o movimento de rejeição ao pacote cresceu entre os servidores públicos, que serão atingidos, em parte, pelo aumento das alíquotas de contribuição previdenciária. Também pode haver resistência contra o projeto na base aliada, sobretudo entre deputados do PDT […] Segundo o deputado Raul Pont, amanhã deve ocorrer uma reunião entre representantes do governo, do partido e entidades como a CUT, para aplacar as críticas dos próprios petistas contra a reforma da previdência.

As críticas estão equivocadas, foram feitas porque não leram os projetos – afirmou Pont.

NEGOCIAÇÃO DO PACOTE

– O governo deve intensificar as negociações com suas bancadas de apoio na Assembleia. O objetivo é garantir a unidade da base aliada. Deputados governistas, como Cassiá Carpes (PTB) e Juliana Brizola (PDT), apresentaram emendas que podem desvirtuar as propostas – o de Cassiá, por exemplo, reduz de 16,5% para 14,5%, o desconto sobre a parcela dos salários que supera o teto de R$ 3.689,66.

Jornal Zero Hora

Mobilização contra pacote na Assembleia Legislativa

Cerca de 20 agentes fiscais percorreram os corredores da Assembleia Legislativa para conversar com os deputados estaduais sobre os malefícios que a aprovação do pacote de sustentabilidade do governo pode trazer ao serviço público e à sociedade. O grupo entregou material elaborado pelas entidades com sugestões de medidas que podem ser adotadas sem aumentar a alíquota de desconto do IPE-Previdência dos servidores que ganham acima do limite do RGPS.